Sê criativo: a mente brinca

Amor crônico

arte7

Muitos livros são convites para o leitor sair do papel de espectador e encher seus pulmões de energia necessária para brilhar, tomar posse de seu lugar no palco e integrar o espetáculo da loucura do viver. Dentre eles – Ser Criativo: O Poder da Improvisação na Vida e na Arte, de Stephen Nachmanovitch. Considero este livro uma poesia composta por pitadas de entusiasmos e o vejo como uma mão estendida que fala: não tenha medo, se joga!

Depois de ler e reler o Ser Criativo, pensei e repensei sobre o tema e, por fim, divaguei sobre tantos aplausos à miséria e aos ícones que se consagram, de tempos em tempos, enquanto muitos assopram suas próprias chamas, esquecendo-se, talvez, de suas originais cores vibrantes, temendo o brilho próprio e enaltecendo o alheio, que por sua vez também só é chama pelo enaltecer daquele que desistiu de subir no palco da vida…

Ver o post original 427 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.