Desemprego: A devastação moralizadora e o dedo-duro profissional

bloglimpinhoecheiroso

mp_obras_paradas01

Fernando Brito, Via Tijolaço em 6/2/2017

Reportagem de O Globo, de segunda-feira, dia 6/2, retrata o desemprego e a paralisia das obras tocadas pelas empreiteiras da Lava-Jato.

Em duas, apenas – a Odebrecht e a Camargo Correa – estima-se em 68 mil demitidos. Como é notório que grandes obras são feitas em regime de subempreitada com empresas menores, que contratam o grosso do pessoal, pode multiplicar à vontade este número.

Como o dinheiro público também está ali, em esqueletos de concreto, além da devastação humana, pode-se apreciar também o desastre financeiro que a execução histérica dos processos de Curitiba provocou.

Trabalhadores demitidos e a população prejudicada pela paralisia dos projetos, certamente, não vão ter os milionários consolos dos empresários que firmaram acordos de leniência com multas que saem do caixa das empresas e vão para lugar nenhum.

mas outros também podem lucrar. O jornal faz, em outra matéria, logo…

Ver o post original 82 mais palavras

Copos de vidros ou copos descartáveis?

Laboratório de Limnologia/UFRJ

Pauta de muita conversa quando temos que resolver alguma confraternização, usar a louça disponível ou usar descartáveis? A maioria acaba preferindo descartáveis por causa de sua praticidade, “usou, joga fora!”, mas será que estamos fazendo o certo? Qual seria a melhor solução para o Meio Ambiente?

Os plásticos são polímeros que tem como matéria prima uma resina que é derivada do petróleo, que são combustíveis fósseis não renováveis. Segundo a CEMPRE, uma organização não governamental responsável por promover a reciclagem no Brasil, apenas 21,7% de polímeros consumidos foram reciclados no Brasil em 2011, o equivalente a 953 mil toneladas de reciclados naquele ano.

As resinas de plásticos reciclados são utilizadas desde a indústria Têxtil até acessórios para automóveis, tornando um produto bem versátil. Infelizmente quase 80% dos plásticos que são consumidos ainda não são reciclados no Brasil, só os copos plásticos, por exemplo, podem levar até 200 anos para se…

Ver o post original 629 mais palavras

As peripécias de Aécio Neves no propinoduto da Cidade Administrativa

bloglimpinhoecheiroso

aecio_cidade_administrativa13 Aécio faz vistoria na menina dos olhos da sua gestão. Foto: Agência Minas.

João Filho, via The Intercept em 5/2/2017

Imagine que um simples comerciante do interior de Minas Gerais tenha sido preso por participar de um esquema de vendas de habeas corpus para traficantes de drogas em conluio com um desembargador.

Imagine que este comerciante seja primo de um político responsável pela nomeação do desembargador que mais tarde se tornaria seu comparsa no esquema.

Agora, imagine que o comerciante e o desembargador tenham sido presos e que o Fantástico tenha feito uma excelente reportagem de quase 12 minutos sobre o assunto, mas não citou que o político em questão levava o nome de Aécio Neves (PSDB/MG).

Não precisa imaginar mais nada. Tudo isso aconteceu entre 2011 e 2012. A possibilidade bastante factível de as digitais de Aécio estarem presentes no esquema nunca foi sequer cogitada pela polícia ou pela…

Ver o post original 693 mais palavras

Aunque no leas

Dolor de garganta

Aunque no leas

Te escribo aunque no leas estas líneas

porque debo decirte algunas cosas.

El tiempo no alcanzó para reproches

muy justos de tu parte.

Fui  ingrata,

un pato del montón,

tal vez, un poco infiel de pensamiento,

una egoísta.

Pero,

quiero contarte y que lo sepas:

Hoy regué las macetas del balcón,

acomodé la ropa al volver de la oficina

y saqué la bolsita de basura

en donde tiré, por costumbre,

el papel que cuelgo con imanes,

que reza como un mantra:

“Al fin, volviste”,

seguido por el nombre que te puse

en la intimidad de nuestro dormitorio.

Mañana, volveré a pegar otro en la heladera,

por si llegás  antes que yo.

Querido mío,

no he cambiado las llaves de la entrada.

Date prisa, por Dios,

y que así sea.

Lu

Recreación a partir de dos  obras  excelentes de:

Margarita Sikorskaia –

Úrsula Tekieli.

recreación.png

Podrás escuchar en este…

Ver o post original 3 mais palavras