O diálogo de Temer com o fantasma do Palácio da Alvorada

Luíz Müller Blog

 Por Kiko Nogueira no Diário do Centro do Mundo

Temer

Michel Temer facilitou imensamente o trabalho dos humoristas braseiros.

Sua mediocridade e patetice, bem como a corrupção falastrona de sua gangue, fornecem mais material para os satiristas do que eles dão conta.

A piada do minuto é a explicação de Michel para o fato de  não ter ficado no Alvorada depois de gastar mais de 20 mil reais numa reforma que envolveu a instalação de uma rede de proteção para o filho numa varanda.

A família permaneceu lá durante 11 dias, voltando ao Jaburu.

“O Palácio da Alvorada tem um monte de quartos, uns oito, todos muito grandes. Tudo muito amplo, bonito”, falou à Veja.

“Mas senti uma coisa estranha lá. Eu não conseguia dormir, desde a primeira noite. A energia não era boa. A Marcela sentiu a mesma coisa. Só o Michelzinho, que ficava correndo de um lado para outro…

Ver o post original 300 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s