A quick note on Mikhail Bulgakov’s novel The Heart of a Dog

Biblioklept

img_5843

I surprised myself by picking up and rapidly reading Mikhail Bulgakov’s 1925 Soviet satire The Heart of a Dog this week. I read Michael Glenny’s translation (Harcourt Brace, 1968) at a quick clip, finding the novel propulsive and zany. I didn’t know anything about the plot beforehand, which I think helped me to enjoy the novel all the more. I liked The Heart of a Dog more than Bulgakov’s posthumously-published classic, The Master and Margarita. I had a rough idea of Master’s plot, whereas my ignorance of the events in The Heart of a Dog allowed me to ride along its zany track without loaded expectations. Perhaps this first paragraph is a way of saying: The Heart of a Dog is a quick, fun, funny read, probably better read without too much foregrounding.

A bit of foregrounding—not too much—The Heart of a Dog begins with the sad howl…

Ver o post original 598 mais palavras

Moro é acusado de ‘presenciar’ crime contra Lula, gagueja, e nada faz para fazer cumpri a lei; ENTENDA! | Click Política

Uma cena inusitada, mas de certo modo previsível diante do absurdo do Brasil, ocorreu durante o depoimento de Marcelo Odebrecht a Sérgio Moro no último dia 10 de abril.A alturas tantas, um dos

Fonte: Moro é acusado de ‘presenciar’ crime contra Lula, gagueja, e nada faz para fazer cumpri a lei; ENTENDA! | Click Política

Como um veto de Moro beneficiou Temer | Brasil 24/7

“Veto de Sérgio Moro à pergunta de Eduardo Cunha que poderia levar ao pagamento de US$ 40 milhões ao PMDB em 2010 livrou Michel Temer de enfrentar situação delicadíssima na Lava Jato,” escreve Paulo Moreira Leite, articulista do 247; “Supondo, por hipótese, que tentasse esconder alguma coisa, Temer seria confrontado com executivos da Odebrecht que já faziam delação premiada, em condições de desmontar qualquer conto da carochinha ou argumento evasivo.” Para PML, voluntário ou não, o veto foi a melhor forma para preservar Temer. Após delação do executivo Marcio Faria, o melhor que o presidente pode fazer foi divulgar uma nota a imprensa e publicar um vídeo onde, um ano depois do golpe, tentar convencer os brasileiros de que “jamais colocaria minha biografia em risco”

Fonte: Como um veto de Moro beneficiou Temer | Brasil 24/7

Temer, o presidente 5% | Brasil 24/7

“O número 2 da Odebrecht, Marcio Faria, disse que Temer recebeu 126 milhões de reais, ou 5% de um contrato com a Petrobras; uma pesquisa CUT/Vox Populi apontou que apenas 5% dos brasileiros aprova o governo Temer”, diz o colunista Alex Solnik; segundo o jornalista, se estivesse vivo, Antonio Carlos Magalhães, que apelidou Temer de “mordomo de filme de terror”, mudaria o apelido para “Presidente 5%”

Fonte: Temer, o presidente 5% | Brasil 24/7