Family Poems (5/16): Mary

Everybody Means Something

In the wake of the post on Thursday on David Jones, I thought it appropriate to republish this poem. Because my father fought in the first world war, even though he never spoke of his experience its shadow hung over my childhood, mostly through my mother’s anxious ruminations about its impact on her life.

Mary poem

Ver o post original

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.