Em protesto inusitado, funcionário de cemitério escreve ‘entra Temer’ | Brasil 24/7

Enquanto 92% dos brasileiros rejeitam Michel Temer e engrossam o coro do ‘Fora Temer’, o funcionário de um cemitério fez um protesto inusitado e pintou a parede com o inverso: ‘entra Temer’

Fonte: Em protesto inusitado, funcionário de cemitério escreve ‘entra Temer’ | Brasil 24/7

Rebublicans Want to remove the School Free Lunch  Regrann from @leearango123

Peace Now

@anon_family Turns out they claim the children who are on free lunch program are not learning anything better with free lunch. Let me pray a minute.——-republicans want to suspend this. If the curriculum was not common core the kids would learn.

Here are the cold facts you can’t pretend do not exist. We have 17 to 30 million kids relying on this to them the only one meal a day.

Our kids are hungry, now on summer time we set up lunch rooms for the kids and food is gifted for them, we are full, packed no child leaves with out eating. Or we start asking our food places to donate at the end of the night start a lunch food delivery pantry or these kids as higher power is my witness will not eat. #impeach – https://www.instagram.com/p/BTbswvhh2zD/

Regrann App – Repost without leaving Instagram – Download Here :

Ver o post original 1 mais palavra

Greve

Brasil de Longe

José Horta Manzano

Alvíssaras! As notícias são excelentes! O Brasil está voltando a ser um país normal. Como assim? Num dia como o de hoje? Com tudo parado?

Exatamente. Melhor ver o país temporariamente parado por uma greve do que paralisado durante anos por incompetência do governo. Pelo espaço de quase quinze anos, sindicatos estiveram anestesiados, cooptados, mamando nas tetas gordas do erário, inativos, servindo aos interesses escusos de políticos e desservindo aos reclamos dos trabalhadores. Isso está acabando.

O momento é complicado. Uns perderam hoje o dia de trabalho, outros se assustaram, houve os que não puderam honrar um compromisso ou ainda os que deixaram de fazer coisa importante. Mas isso passa. Mais uns dias, e será página virada. Estamos voltando à normalidade democrática ‒ é o que importa.

O próprio de sindicatos e de associações de classe é fazer ouvir a voz dos representados. Naturalmente, excessos e ações violentas…

Ver o post original 122 mais palavras