Minguar

Algum escrito de César Borissi

Nós estávamos bem. Bem, não exatamente bem, bem, mas… o pior já tinha passado. Parecia que as coisas iam se acertar, que não tinha sido tão grande assim. E tudo foi acontecendo, absurdamente de repente.
Começou num dia em que percebi que estava maior que ele com um dos meus sapatos de salto-alto. Se tratando de um sapato novo pensei não ter percebido quão grande era o salto quando fiz a compra mas ainda assim, isso não fazia muito sentido.
Fui reparando um pouco mais a cada dia. Percebia como ele parecia estar sumindo entre as roupas velhas, o corpo cada vez mais seco, um pouco cada vez menos. Numa noite, senti seus pés escorregarem para dentro do cobertor, suas pernas não alcançando as minhas.
Perguntei a ele o que estava acontecendo e ele dizia nada. A sua voz esmaecia no meio da sentença e sua pele perdia a…

Ver o post original 349 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s