Morgan Stanley: agenda de reformas de Temer está morta | Brasil 24/7

Para a empresa global de serviços financeiros Morgan Stanley, a agenda de reformas do Brasil está morta até o início de um novo ciclo político, em meio à bomba para o governo Michel Temer deflagrada na noite de ontem; “Precisamos reavaliar o mercado a um nível de preços que leve em conta: 1) a liderança do ex-presidente Lula nas pesquisas; 2) a ausência de um candidato definido com políticas macroeconômicas ortodoxas e 3) o fato de haver um longo período de quase 18 meses até a eleição presidencial de 2018”, diz a empresa

Fonte: Morgan Stanley: agenda de reformas de Temer está morta | Brasil 24/7

Noblat e Moreno, do Globo, confirmam renúncia de Michel Temer | Brasil 24/7

Os jornalistas Ricardo Noblat e Jorge Bastos Moreno, do Globo, que eram também porta-vozes oficiais do governo golpista, confirmam: Michel Temer renuncia nesta quinta-feira; Moreno disse que Temer tem motivos para renunciar e Noblat foi mais incisivo, afirmando que Temer foi convencido por aliados e adversários a jogar a toalha; game over

Fonte: Noblat e Moreno, do Globo, confirmam renúncia de Michel Temer | Brasil 24/7

Temer vendeu cargos federais por propina | Brasil 24/7

Michel Temer é, definitivamente, o maior corrupto da história do Brasil; ele não foi gravado apenas avalizando a compra do silêncio de Eduardo Cunha e vazando a informação privilegiada sobre a taxa de juros do Banco Central; por meio de seu operador Rodrigo da Rocha Loures, ele também ofereceu à JBS o direito de nomear servidores em vários órgãos federais, em troca de propina; Temer ofereceu cargos no Cade, na Comissão de Valores Mobiliários, na Receita Federal, no Banco Central e na Procuradoria da Fazenda Nacional; traidor da presidente Dilma Rousseff e da democracia brasileira, ele deve cair ainda hoje, saindo do golpe para a lata de lixo da História

Fonte: Temer vendeu cargos federais por propina | Brasil 24/7

Mais um crime: Temer antecipou corte de juros | Brasil 24/7

Delação bombástica do empresário Joesley Batista, dono da JBS, não aponta apenas o crime de obstrução à Justiça cometido por Michel Temer; houve também vazamento de informação privilegiada ao empresário, de que o o Comitê de Política Monetária (Copom) cortaria a taxa de juros em 1 ponto porcentual; a informação foi dada na mesma conversa em que Temer teria avalizado a compra do silêncio de Eduardo Cunha, em março desse ano no Palácio do Jaburu; ele falava do corte de juros do dia 12 de abril, quando o Copom reduziu a taxa Selic para 11,25%; Henrique Meirelles, ministro da Fazenda de Temer, também foi presidente do Banco Original

Fonte: Mais um crime: Temer antecipou corte de juros | Brasil 24/7