Em função da violência dos ataques da Polícia, Hemocentro pede mais doações de sangue

Luíz Müller Blog

Hemocentro de Brasília pede reforço de doação de sangue (Do Pragmatismo Político)

Massacre promovido pela PM contra a manifestação em Brasília foi tão intenso que o Hemocentro de Brasília emitiu um comunicado solicitando que a população doe sangue, principalmente os tipos O+ e O-

hemocentro brasília sangue manifestação
(Imagens da manifestação deste 24 de maio de 2017)

A Polícia Militar e a Força Nacional receberam orientações claras nesta quarta-feira (24) sobre como lidar com a manifestação popular que pedia eleições diretas. A ordem era reprimir o ato.

O uso da violência foi tão intenso que o Hemocentro de Brasília emitiu um comunicado convocando a população para doar sangue em razão do número de civis feridos em hospitais do Distrito Federal.

“Em virtude dos fatos ocorridos nas manifestações políticas na Esplanada dos Ministérios na tarde desta quarta-feira, 24 de maio, que resultaram em confrontos e num grande número de feridos, a Fundação Hemocentro de Brasília…

Ver o post original 162 mais palavras

Temer ultrapassou a última fronteira que separa o estado de direito de uma ditadura. Por Carlos Fernandes

Michel Temer ultrapassou a última fronteira que separa o Estado Democrático de Direito de uma Ditadura. Ao utilizar o artigo 142 da Constituição Federal para conter as gigantescas manifestações contra o seu governo, o golpe de 2016 entrou no perigoso terreno da Intervenção Militar. Apesar de já ter sido utilizado outras vezes em eventos de […]

Fonte: Temer ultrapassou a última fronteira que separa o estado de direito de uma ditadura. Por Carlos Fernandes

A barbárie do golpe: escombros, mortos, exército na rua – chegamos a 1968, sem AI-5 – Escrevinhador

A barbárie se completa com o decreto de Temer: um estado de sítio molambo, disfarçado, covarde, típico de um velhaco que pode levar o Brasil ao abismo. por

Fonte: A barbárie do golpe: escombros, mortos, exército na rua – chegamos a 1968, sem AI-5 – Escrevinhador

The Three Phases of the Mathematical Life

Math with Bad Drawings

This autumn, I got the chance to ask a few questions of Ngô Bảu Châu.

If your jaw is not on the floor, it’s because (A) you’ve spent shockingly little time browsing the list of Fields Medal winners, and (B) you’re not Vietnamese.

A helpful Vietnamese journalist I met explained to be that Châu is “the biggest celebrity in Vietnam.” Châu won his Fields Medal in 2010 for proving—hands inside the vehicle, please, because this is a wild ride—a key relationship between “orbital integrals on a reductive group over a local field” and “stable orbital integrals on its endoscopic groups.”

In Vietnam, that relationship is apparently the one sizzling on tabloid covers.

20161031143242_00001

Châu is not your prototypical superstar. Even in Vietnam, apparently, he is a cryptic figure; not a chatty TV celebrity, but a silent legend. At the press conference where I met him, at the Heidelberg Laureate Forum, he gave some journalists…

Ver o post original 1.385 mais palavras