Em função da violência dos ataques da Polícia, Hemocentro pede mais doações de sangue

Luíz Müller Blog

Hemocentro de Brasília pede reforço de doação de sangue (Do Pragmatismo Político)

Massacre promovido pela PM contra a manifestação em Brasília foi tão intenso que o Hemocentro de Brasília emitiu um comunicado solicitando que a população doe sangue, principalmente os tipos O+ e O-

hemocentro brasília sangue manifestação
(Imagens da manifestação deste 24 de maio de 2017)

A Polícia Militar e a Força Nacional receberam orientações claras nesta quarta-feira (24) sobre como lidar com a manifestação popular que pedia eleições diretas. A ordem era reprimir o ato.

O uso da violência foi tão intenso que o Hemocentro de Brasília emitiu um comunicado convocando a população para doar sangue em razão do número de civis feridos em hospitais do Distrito Federal.

“Em virtude dos fatos ocorridos nas manifestações políticas na Esplanada dos Ministérios na tarde desta quarta-feira, 24 de maio, que resultaram em confrontos e num grande número de feridos, a Fundação Hemocentro de Brasília…

Ver o post original 162 mais palavras

Temer ultrapassou a última fronteira que separa o estado de direito de uma ditadura. Por Carlos Fernandes

Michel Temer ultrapassou a última fronteira que separa o Estado Democrático de Direito de uma Ditadura. Ao utilizar o artigo 142 da Constituição Federal para conter as gigantescas manifestações contra o seu governo, o golpe de 2016 entrou no perigoso terreno da Intervenção Militar. Apesar de já ter sido utilizado outras vezes em eventos de […]

Fonte: Temer ultrapassou a última fronteira que separa o estado de direito de uma ditadura. Por Carlos Fernandes

A barbárie do golpe: escombros, mortos, exército na rua – chegamos a 1968, sem AI-5 – Escrevinhador

A barbárie se completa com o decreto de Temer: um estado de sítio molambo, disfarçado, covarde, típico de um velhaco que pode levar o Brasil ao abismo. por

Fonte: A barbárie do golpe: escombros, mortos, exército na rua – chegamos a 1968, sem AI-5 – Escrevinhador

The Three Phases of the Mathematical Life

Math with Bad Drawings

This autumn, I got the chance to ask a few questions of Ngô Bảu Châu.

If your jaw is not on the floor, it’s because (A) you’ve spent shockingly little time browsing the list of Fields Medal winners, and (B) you’re not Vietnamese.

A helpful Vietnamese journalist I met explained to be that Châu is “the biggest celebrity in Vietnam.” Châu won his Fields Medal in 2010 for proving—hands inside the vehicle, please, because this is a wild ride—a key relationship between “orbital integrals on a reductive group over a local field” and “stable orbital integrals on its endoscopic groups.”

In Vietnam, that relationship is apparently the one sizzling on tabloid covers.

20161031143242_00001

Châu is not your prototypical superstar. Even in Vietnam, apparently, he is a cryptic figure; not a chatty TV celebrity, but a silent legend. At the press conference where I met him, at the Heidelberg Laureate Forum, he gave some journalists…

Ver o post original 1.385 mais palavras

It’s not what you think

The First Ten Words by Rich Larson

Chris Cornell, 1964-2017

Chris Cornell died early Thursday morning. His band Soundgarden played a show on Wednesday night at the Fox Theater in Detroit. Two hours after the show ended, he was gone.

For two days, I’ve been working on a piece to pay tribute to him, and it’s been a struggle. Usually when I have a problem like this it’s because I’m staring at a blank screen trying to figure out what I want to say. That’s not the problem this time. The problem is I have way too much to say.

I’m not going to sit here and claim to have been a huge fan of Soundgarden. I didn’t dislike them, I just had to take them in small doses. I was a fan of Cornell. I love “Seasons,” the solo song he had on Cameron Crowe’s movie, Singles. It’s a droning acoustic song about isolation and the…

Ver o post original 1.454 mais palavras

A abdução do peruano 

BLOG DO VLAD

Henry Ruiz Pérez foi preso esta semana por tráfico de pessoas. Algo a comemorar, já que era procurado pela Polícia por uma série de crimes na Amazônia peruana.

Ruiz Pérez estava em Tabatinga, no Estado brasileiro do Amazonas, quando foi preso por policiais militares. Segundo se noticia, o suspeito teria sido imediatamente levado a Santa Rosa, no Peru, e trasladado a Iquitos naquele país.

Onde está o problema? Na violação do devido processo legal.

Está é mais uma abdução fronteiriça.

Desta vez, a prática das “extradições por empurrão” se apresentou na tríplice fronteira entre Brasil (Tabatinga), Peru (Santa Rosa) e Colômbia (Letícia), com flagrante violação da competência do STF em matéria extradicional (art. 102, CF).

Um estrangeiro só pode ser enviado ao exterior para responder a um processo penal após decisão da Suprema Corte.

Se não há crime e a situação migratória do estrangeiro é irregular, devem ser observadas as…

Ver o post original 173 mais palavras

por um punhado de bois – parte 1 – um dia daqueles

Bebida Barata

Lá pelas seis da manhã em um puteiro de luxo mineiro, Zezé desistiu de seguir a regra do patrão de tocar só música estrangeira e soltou o Pablo pra galera, depois de muita insistência de um grupo de novos ricos, mamados na quinta despedida de solteiro de um deles.

Os clientes mais distintos já tinham ido embora ou sido engolidos pelos quartos do hotel de luxo na rua de trás, do mesmo dono, por onde se chega através de um túnel subterrâneo de decoração clássica, quadros e carpete. Ali no bar, os imponentes móveis de mogno maciço e as garrafas de uísque 24 anos pareciam indiferentes aos versos e aos agudos do rei do arrocha.

A turma de quarentões meio barrigudos meio fitness, com grandes fivelas reluzentes prendendo os cintos nas calças jeans tão apertadas que com certeza não precisam de cintos, se comporta como se não estivesse em um…

Ver o post original 511 mais palavras