por um punhado de bois – parte 1 – um dia daqueles

Bebida Barata

Lá pelas seis da manhã em um puteiro de luxo mineiro, Zezé desistiu de seguir a regra do patrão de tocar só música estrangeira e soltou o Pablo pra galera, depois de muita insistência de um grupo de novos ricos, mamados na quinta despedida de solteiro de um deles.

Os clientes mais distintos já tinham ido embora ou sido engolidos pelos quartos do hotel de luxo na rua de trás, do mesmo dono, por onde se chega através de um túnel subterrâneo de decoração clássica, quadros e carpete. Ali no bar, os imponentes móveis de mogno maciço e as garrafas de uísque 24 anos pareciam indiferentes aos versos e aos agudos do rei do arrocha.

A turma de quarentões meio barrigudos meio fitness, com grandes fivelas reluzentes prendendo os cintos nas calças jeans tão apertadas que com certeza não precisam de cintos, se comporta como se não estivesse em um…

Ver o post original 511 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.