A sinfonia que Bruckner dedicou a Wagner

Máquina de Escrever

As mitologias habitam as mais variadas áreas da criação musical. E a grande música orquestral do século XIX não falha aí à regra… E conta-se que, sendo grande admirador de Richard Wagner, o compositor Anton Bruckner encontrou-se com ele para lhe mostrar as partituras de duas sinfonias, pedindo-lhe, numa noite de boa conversa e copos, que o autor de Tristão e Isolda escolhesse uma delas, já que a selecionada lhe seria então dedicada. Acontece que, de tantas cervejas bebidas, Bruckner voltou a casa sem se lembrar exatamente qual das sinfonias Wagner havia escolhido. E escreveu-lhe uma carta, perguntando-lhe afinal qual tinha sido a eleita. Seria aquela em ré menor, na qual o trompete lançava o tema? Warner não só terá respondido que sim como, daí em diante, e no quadro de uma amizade que juntou os dois compositores desde então, se referiu a ele como Bruckner, o trompete…

A história…

Ver o post original 284 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s