da esperança momentânea

{água vívida}

há algumas semanas, como venho evidenciando nos últimos parágrafos, um cansaço frente a minha aparência, jeito e vida tomou conta dos devaneios. quero aquele olhar claro e limpo das cenas do Mundo. no entanto, querer não é poder, e a vida segue tão opaca quanto antes. as angustias engasgam e parece que a qualquer momento uma catástrofe acontecerá. a indiferença exteriorizada frente aos  aspectos da vida é a única reação do corpo, mesmo que racionalmente eu saiba o que cada momento pede. viver dessa maneira tem sido um porre.

eu preciso me salvar da depressão. análise. psiquiatra. pilates. a escrita. eu me mantive no mundo e, aos poucos, fui voltando a viver em sociedade diariamente. já consigo levantar da cama. as crises acontecem raramente. ainda assim, esse cansaço que me dominou pede outras saídas. eu ainda não sei quais são.

no feriado, repaginei esse confessionário. assisti mulher maravilha. cortei o…

Ver o post original 86 mais palavras

os moliceiros tradicionais fazem passeios tradicionais

ahcravo gorim Blog

uma das formas de sobrevivência dos moliceiros tradicionais é a realização de passeios na ria de aveiro.

na RIA, não nos canais de aveiro.

a motor, por uma questão de segurança, mas com mastro e vela enrolada, conhecer a ria pela boca de quem a conhece é a proposta.

neste registo o percurso foi entre a torreira e o cais do bico, mas muitas e diversas são as propostas de percurso.

passear num moliceiro tradicional é um prazer e uma forma de apoiar a sua continuação.

OS MOLICEIROS TRADICIONAIS FAZEM PASSEIOS TRADICIONAIS

APOIA A TRADIÇÃO E DESFRUTA DE UM PASSEIO NA RIA DE AVEIRO

Ver o post original

Withstand. (5/5)

REVIIVER

Part Five:

I do! for better or for worse! — “no pulse” said the nurse
The end of the course. Yet, I waited 10 hours for a hearse
Pause! I died after the discharge from medical negligence
I was treated without discrimination, a waste of existence

Throw the last flower. No cry, no applause. As I departure.
I am the drawbridge of the tower, going down to [a future]
Kill the lie! They only care when we die. “I am just another”
(I’m fine) – I love you dear mother, like you there’s no other

Sad is to remain between prejudice, crutches or amputees
God made you loving kind, in heaven, you, I know I will find
No more cry. The sky will car. (I’m happy to be going there)
It’s I. If, I can’t step in the clouds, an angel has wings to fly

Ver o post original