Nº 21.702 – “Mendes relata inquérito de Aécio. Precisa explicar?” — ContrapontoPIG

.24/06/2017Mendes relata inquérito de Aécio. Precisa explicar?Do Tijolaço · 23/06/2017POR FERNANDO BRITOVou só copiar a notícia de O Globo, porque qualquer comentário é dispensável:Um dos inquéritos a que o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) responde no Supremo Tribunal Federal (STF), baseado na delação premiada de executivos da Odebrecht, será relatado pelo ministro Gilmar Mendes.O procurador-geral da República, Rodrigo Janot,…

via Nº 21.702 – “Mendes relata inquérito de Aécio. Precisa explicar?” — ContrapontoPIG

NÃO PRECISA GOSTAR, NEM CONCORDAR, MAS RESPEITO É FUNDAMENTAL (obvious) por Marcel Camargo Tem muita gente desocupada nesse mundo, não é possível; não há outra razão para que tantos se sintam incomodados com quem não cuida da vida de ninguém, com quem apenas vive as próprias verdades da forma que bem entende. Parece que o […]

via NÃO PRECISA GOSTAR, NEM CONCORDAR, MAS RESPEITO É FUNDAMENTAL — A Palavra

Despir

Tendências do imaginário

 Despir: EXPEDIRE, “liberar, soltar, retirar, preparar”, literalmente “soltar os pés de um laço, de algo que prende”, formado por EX-, “para fora”, mais PEDIS, “corrente para os pés”, de PES, “pé” (http://origemdapalavra.com.br/site/palavras/despir/).

Juliette GrécoQuanto mais procuro, mais encontro. Esta é a minha primeira regra metodológica. O que encontro? Fragmentos. Parte do que procurei e parte do que encontrei sem procurar. Estou a brincar com as palavras? Naturalmente, mas há muito fenómeno que não mora na lógica e corre na realidade. Esta regra não aparece nos manuais de metodologia. Têm outras preocupações. Por exemplo, recomendar a procura do que já se sabe e a antecipação dos resultados mal se inicia a investigação, como o padeiro antes de colocar o pão no forno. Às vezes, tenho a estranha sensação de que a investigação se está a afastar da descoberta.

Mylène FarmerJuliette Greco e Mylène Farmer são duas grandes damas, duas gerações, da música francesa…

Ver o post original 47 mais palavras

The Poet’s love-part two

johncoyote

The Poet’s love-part two

A Chapter by Coyote Poetry

"

More words.

"

    The Poet’s love- Trujillo, Spring 1986

Lawrence enjoyed the night life. He was a skilled Doctor with many opportunities. He decided Teja and Trujillo would be his places of healing. Less money for him to be made but the appreciation of the people in the two cities made him content and okay with his life. He left the coastline once to go to the University for 12 years.  He came back to her and he never left the coastline again. He was well-liked and he never marry.  He had a pretty companion once. She was a long-haired and dark-eyed beauty. She got the cancer in 1982. After her death. He decided. Old heart couldn’t accept another heartbreak. He found joy and peace near the young people who danced and sang till dawn. He found Johnnie in 1986 and…

Ver o post original 1.305 mais palavras

Blog – O que uma criança pode aprender na escola, fazendo o mesmo que em casa?

Equacionando

Boa tarde para você, que mal tomou o café da tarde e já se vê obrigado a ler alguma coisa que eu escrevo nesse meu periódico sem horário padronizado. Sei que o homem é senhor do que pensa e escravo do que fala. Quando escrevo então! Criticar o pai de um aluno é sempre difícil, pois sempre terá alguém achando que falo dos pais dos meus alunos. Não, meus amigos. Esse blog não se refere apenas às minhas experiências em sala de aula, mas sim da minha visão do que é ou no que deveria ser a educação, mas num sentido muito mais amplo, me baseando no que leio em jornais (sim, ainda leio jornais, compro CDs, etc), no que pesquiso, sempre dentro daquilo que eu e meus colegas conversamos. Falo de todos, de todas as escolas e, de antemão, tire a ideia de perseguição de sua cabeça. Caso…

Ver o post original 1.109 mais palavras