Dinamite caseira

tradicionalmente

quo-e1501884492845.png

[…] Eu não consigo levar relacionamentos com a leveza bonita dos filmes. Esse papo de “deixar acontecer”, pra mim, é estranho – no sentido de ir conhecendo a pessoa aos poucos e, com isso, o relacionamento ficar sério. Claro que é assim que tem que ser, mas as pessoas são diferentes e têm tempos diferentes de sentir. Uma hora, mais cedo ou mais tarde, é preciso tomar a decisão de ficar juntos e trabalhar à partir daí. Sem essa decisão, fica tudo para sempre no ar. Tem tudo a ver com meu primeiro amor: ele me descartou para voltar com o ex dele. Hoje eu sei o quanto isso é normal e que, na verdade, eu era a vela da história, eles tinham um passado, um histórico, e eu apareci na mesma velocidade que fui convidado a me retirar. Mas na época me doeu muito e moldou como funcionariam vários…

Ver o post original 112 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s