The parable — johncoyote

The parable of the flowers and the lovelorn man A Poem by Coyote Poetry Just words The parable of the flowers and the lovelorn man THE PARABLE OF THE FLOWERS AND THE LOVELORN MAN January 9, 2016 Rate This coyotepoetrebloggedjedyoong Follow jedyoong(Thank you for the photo) hot and sexy “> http://jedyoong.tumblr.com coyotepoet The parable of […]

via The parable — johncoyote

Super-Heróis e o Mito da Violência Redentora — Splash Pages

Não podemos negar que as histórias de super-heróis estão recheadas de violência. Aliás, é praticamente impossível encontrar uma história de super-herói em que não haja uma luta – como num tipo de regra de ouro da indústria. De uma forma, ou de outra, os super-heróis acabam sempre resolvendo suas questões com a troca de socos e sopapos. Essa forma de acabar com os problemas é chamado pelos estudiosos de Mito da Violência Redentora e é sobre ele que vamos falar mais a partir de agora.

via Super-Heróis e o Mito da Violência Redentora — Splash Pages

A ideologia racista como mito fundante da sociedade brasileira — Blog da Boitempo

Por Juliana Borges / “A conjuntura atual no país nos faz vocalizar a todo o momento que estamos vivendo ‘um retrocesso’, ‘um retorno ao passado’. Mas será que trata-se de uma regressão ou um reordenamento para sistemas e características fundantes da sociedade brasileira, de modo a garantir e aprofundar o pleno funcionamento das desigualdades e do sistema de castas sócio-raciais?”

via A ideologia racista como mito fundante da sociedade brasileira — Blog da Boitempo

Active silence

RioReal

Rio is done for… Except it’s not

Rocinha, seen on a winter afternoon from the Dois Irmãos mountain

It’s tough to read the lack of noise, after years of great activity. But the silence in Rio, both this blogger’s as well as that of many others, is no hollow space. We’re lost in thought. How did we get here? What are the important questions? What works? What gets you nowhere?

Soldiers patrol the deserted Olympic Boulevard, part of the revitalized Porto Maravilha, on a Monday morning

Raull Santiago is an untiring Complexo do Alemão activist, married and father of four. He helped lead the resistance to the police invasion of private homes in the Complexo, which lasted from January to April of this year. At the surface of facts alone, the situation was clear. The police had no legal right to take over the houses.

Every day we perceive…

Ver o post original 913 mais palavras