A próxima dimensão da mentira

VESPEIRO

Materia do The Guardian da semana passada (aqui) mostrou que com o avanço das técnicas de inteligência artificial e manipulação de vídeo e audio já se pode criar filmes bastante convincentes com personagens públicos dizendo e fazendo qualquer coisa.

Um soft desenvolvido pela Universidade de Stanford permite que vídeos superpostos ponham palavras na boca de um personagem em tempo real, com o “alvo” assumindo as expressões e movimentos da boca do “falsificador”.

Outra tecnologia desenvolvida na Universidade de Birminghan permite que, com tres minutos de áudio da voz de uma pessoa captado na rede ou em qualquer outra mídia, um software consiga sintetizar essa voz de forma virtualmente indiscernivel até por sistemas de biometria “falando” qualquer texto. A startup canadense Lyrebird também desenvolveu tecnologia semelhante com o propósito inicial de fazer audiobooks serem “lidos” na voz de atores famosos.

Na Universidade de Washington, o programa “Sintetizando Obama”…

Ver o post original 29 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.