Ansietà

Cantiere poesia

Perchè, ansietà
quando tu appari
dopo lunghe cupe
frenesie d’attesa?
Solo gioia, dovrebbe
portare il tuo arrivo
al nostro incontrare
corpo con corpo
acqua con acqua
oltre i confini del tempo,
a correre insieme
tra nuove sponde
giorni che potrebbero
per noi essere i più felici
e in abbraccio placare
il nostro affanno di carne
nel tuo corpo destino

Marcello Plavier

Ver o post original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.