O homem mata. A arte transforma.

of

Rinos1_Fotor Fotógrafo Brent Stirton diz que o que ele viu ‘abalou sua fé na humanidade’ | Foto: Brent Stirton/WPY

A vida mata para transformar. A arte é a própria morte em sua expressão mais transformadora. Este é um canto que não cessa, jamais silenciará. Nunca houve, nem haverá, força humana capaz de impedir essa inquietação. O manifesto desenhado no fundo de uma caverna; o texto escrita sobre papéis nobres ou proletários; pinturas realizadas para reis e papas ou mesmo para mineiros e plantadores de batatas. Não importa sua forma, ou linguagem, seu destino é sempre o mesmo: assombrar os vivos que caminham para a morte.

Os nosso sonhos são estéticos. Albrecht Dürer (1471-1528) jamais viu um rinoceronte mas sua representação do animal está fixada na retina da humanidade. As imagens que a arte do homen contemporâneo proporciona do mesmo animal é menos poética e perturbadora, porque a vida real (o homem real)…

Ver o post original 135 mais palavras

Where’s Choppy: A Touch of Barn

Travels with Choppy

Some of you have been clamoring for a more difficult Where’s Choppy post. I’m sure some of you will find her, but this is definitely more difficult than these posts have recently been.

***

The weekly instructions and warning:

Choppy is somewhere in the photo below. We will post an answer on Monday so you can see if you are correct in your guess as to her location. In the meantime, if you don’t want to know where she is, do not go look at the comments. They are full of answers. And poor guesses. But mostly answers. The people who comment here are excellent at this game.

***

img_2523

Ver o post original

Chover ou não chover no molhado

Tendências do imaginário

Volkswagen 2

O anúncio Rain, da Volkswagen, retoma os tempos dos festivais hippies e dos míticos “carocha” e “pão de forma”. Não aparece nenhuma versão recente! É certo que o trio hippie, carocha e pão de forma desfruta de uma carga simbólica ímpar. Mas também é verdade que ainda não desapareceu da memória a falsificação dos resultados das emissões de poluentes em motores diesel. Fazer a ponte entre as versões “históricas” e as versões em lançamento é procurar não chover no molhado.

Tive um carocha 1 500 cor de laranja. Era quase um tractor, mas bebia gasolina como quem bebeu petróleo. Como quem bebeu petróleo? Era criança, no tempo do Woodstock, a família tinha uma mercearia. A uma esquina, um dispositivo imponente para medir petróleo. Naquele tempo, consumia-se muito petróleo. Volta e meia, era necessário encher a “máquina”. Os barris de petróleo estavam numa divisão afastada. Um dia, coube-me ir buscar…

Ver o post original 114 mais palavras

karin izumi

unidade

O significado da Entrega para mim é estar confiante e aberto, mesmo que existam possibilidade de resultados “negativos”. É quando você confia ao ponto de não manipular, controlar, seduzir ou confundir para chegar ao resultado “desejado”.  Digo “desejado” porque é quando não há mais desejo por resultados. É quando há somente o desejo pelo que é.

Deixar de lutar por certos resultados parece uma fraqueza, mas não é. Quando você renuncia à luta você relaxa e se torna receptivo, então as coisas fluem. Nesse espaço a criatividade, a gratidão e a força podem crescer. E a vida, abundante e amorosa, pode se manifestar

O caminho para o poder é desistir do poder.

Ver o post original

Autism and mirroring

the silent wave

I was learning how to be a doctor.  I was steeped in anatomy, physiology, biochemistry, clinical diagnosis, physical diagnosis, pediatrics, geriatrics, and plenty of “this factoid will likely show up on boards.  Hint” moments.  The blood (draws), sweat, and tears I was putting into this eight-year project held great promises of a brighter tomorrow.  (Heh.  Not quite.)

But there was one catch.  (Isn’t there always?)  I’ll tell you a little secret.

I had absolutely no clue how to interact with people in general, let alone while wearing a white clinic coat.

So, I’ll tell you another little secret.

Just as I had in childhood and all throughout my life thereafter, I postponed getting right out there and throwing myself into rooms with clinic patients during my internship.  I took the first month or two, and I sat back and watched.

Unfortunately, the other people in the clinic provided poor examples. …

Ver o post original 853 mais palavras

Storm – #DailyHaikuChallenge

Booknvolume

.

Tempestuous Storm

Magic of Possibility

Waiting for Wielding

.

To take part in the Daily Haiku Challenge see  The Original Post from Day One

.

Day 347 / 365

.

.
~Morgan~
.
.
.
All Artwork found on Pinterest. Credit acknowledged to the Amazing Original Artists. Thank You!

Ver o post original