Uma biblioteca bilíngue para formação de leitores: da educação infantil ao ensino médio — Educação Bilíngue no Brasil

Muitos de nós não tivemos o privilégio de usufruir de acesso a livros de qualidade, variados e acessíveis, durante todos os anos de escolaridade. Que pena! Muitas escolas ainda não têm bibliotecas, ou as mantém fechadas – como ilustra o maravilhoso filme “Escritores da Liberdade“. Tenho organizado uma lista de livros essenciais para uma biblioteca […]

via Uma biblioteca bilíngue para formação de leitores: da educação infantil ao ensino médio — Educação Bilíngue no Brasil

A agonia da Abril e a decadência da ‘Veja’ — Altamiro Borges

Por Altamiro BorgesNesta segunda-feira (13), o Grupo Abril – que edita várias revistas, entre elas a fascistoide “Veja” – divulgou um comunicado preocupante aos seus funcionários. Sem maiores explicações, informou que o executivo Walter Longo vai deixar a presidência da empresa após apenas dois anos no cargo. Ele será substituído por Arnaldo Figueiredo Tibyriçá, vice-presidente…

via A agonia da Abril e a decadência da ‘Veja’ — Altamiro Borges

Onde os parceiros de Compulsivos Sexuais se voltam para obter ajuda? — Sexualidade no Consultório

os cônjuges e parceiros íntimos de indivíduos viciados em sexo podem sentir uma necessidade urgente de buscar ajuda para lidar com sua situação

via Onde os parceiros de Compulsivos Sexuais se voltam para obter ajuda? — Sexualidade no Consultório

PDF grátis : “O livro do desassossego”, de Fernando Pessoa — Falando em Literatura…

“O livro do desassossego” , do lisboeta Fernando Pessoa (1888- 1935) é uma das obras mais fascinantes da nossa língua portuguesa. Pessoa utilizou um heterônimo, Bernardo Soares, para assinar a obra. Pessoa era tão rico, vasto e intenso, que um só era pouco, teve que criar personagens para poder expressar toda a sua arte. A […]

via PDF grátis : “O livro do desassossego”, de Fernando Pessoa — Falando em Literatura…

“Fechar uma porta as vezes dói” | REPOST — Fênix Verde

Ninguém é perfeito, todos cometemos erros e às vezes insistimos correr atrás de pessoas que não querem mais permanecer em nossas vidas. Às vezes é necessário largar o passado e as lembranças e aceitar que a pessoa decidiu ir embora e não quer mais nossa presença. Eu insisti ter a presença de muitas pessoas que […]

via “Fechar uma porta as vezes dói” | REPOST — Fênix Verde