Lula foi a estrela do primeiro programa eleitoral | Brasil 247

“Se os seis ministros do TSE que ontem cassaram os direitos políticos de Lula acharam que ele sumiria do horário eleitoral se deram muito mal”, comenta o jornalista Alex Solnik, que destaca que o ex-presidente “foi o principal assunto do primeiro programa eleitoral que foi ao ar, neste sábado, às 13h”

Fonte: Lula foi a estrela do primeiro programa eleitoral | Brasil 247

Lula pode, mesmo preso, ser candidato devido a decisão da ONU, diz Fachin | Brasil 247

O ministro Edson Fachin votou contra a impugnação de Lula e seu voto reverbera na cena jurisprudencial brasileira e também internacional; Fachin defende que, se por um lado Lula estaria inelegível pela Lei da Ficha Limpa por ter sido condenado numa ação penal por um órgão colegiado, por outro o Brasil está obrigado a respeitar a liminar do Comitê de Direitos Humanos da ONU para que o Estado brasileiro garanta ao petista o direito de concorrer às eleições de 2018 mesmo estando preso

Fonte: Lula pode, mesmo preso, ser candidato devido a decisão da ONU, diz Fachin | Brasil 247

Temer, o estrangulador de orçamento: R$ 258 bilhões de rombo para o próximo governo | Brasil 247

Faltando quatro meses para encerrar o mandato usurpado, o emedebista-golpista Michel Temer enviou ao Congresso o Orçamento de 2019 com um rombo de R$ 258 bilhões em despesas previstas; o próximo presidente precisará de aprovação do Congresso para colocar essas despesas no horizonte das honras financeiras; vários pagamentos estarão ameaçados, inclusive aqueles dos programas sociais

Fonte: Temer, o estrangulador de orçamento: R$ 258 bilhões de rombo para o próximo governo | Brasil 247

Lula vetado, um barulho difícil de abafar na corrida eleitoral | Opinião | EL PAÍS Brasil

Seja qual for o resultado final, a saída do petista tem um potencial corrosivo para um sistema em crise. Do outro lado, temos Bolsonaro já gritando fraude

Fonte: Lula vetado, um barulho difícil de abafar na corrida eleitoral | Opinião | EL PAÍS Brasil

Barroso refundou a república. Agora ela é bananeira | Brasil 247

O linguista e colunista do 247 Gustavo Conde destaca o horror que tomou conta da democracia brasileira mais uma vez no aniversário de dois anos do golpe: “essa é a estética facial do golpe brasileiro, que atingiu seu cume com a canastrice penteada de Barroso. Há mais elementos grotescos no interminável filme de horror brasileiro, como Fux e Alexandre de Moraes”; Conde acrescenta: “Carolina Lebbos, Sergio Moro e Deltan Dallagnol também se juntam a essa estética kitsch do terror, com maquiagens pesadas, sorrisos psicóticos e olhares ao infinito a la Mussolini”

Fonte: Barroso refundou a república. Agora ela é bananeira | Brasil 247