Cinco lições para derrotarmos Bolsonaro

“Temos que partir para a guerra contra Bolsonaro, falarmos sobre as suas realizações como deputado, mostrarmos seu patrimônio ocultado, sua submissão às reformas de Temer e a ameaça real de ele cortar ainda mais direitos”, diz o historiador Carlos d’Incao. “Bolsonaro deve ser visto como o inimigo número um dos trabalhadores. Campanhas como #Elenão apenas junta aqueles e aquelas que já nos apoiam… a campanha deve ser #Eleédosricos e #Eleédopatrão ou #Eleodeiapobre. Desmascarar Bolsonaro é preciso. A guerra vai existir. O Brasil vai se dividir. Mas temos que ir para o ataque e dividir a direita para conquistar o Brasil e entregá-lo de volta ao povo”

Fonte: Cinco lições para derrotarmos Bolsonaro

Haddad, impecável

“Enquanto Bolsonaro chega ao segundo turno sem jamais ter sido confrontado num debate de verdade, a reaproximação de Ciro Gomes é o maior trunfo que Haddad deve levar para a fase decisiva da campanha”, escreve Paulo Moreira Leite, articulista do 247. “Alvo principal de ataques e mesmo provocações baratas de adversários, Haddad teve uma postura impecável no último debate da campanha, confirmando a condição de pretendente real a presidência: apontou responsabilidades do PSDB de Alckmin pelo atoleiro em que o país se encontra, enquadrou Alvaro Dias e reforçou a ligação política com Lula, fio condutor da própria história”

Fonte: Haddad, impecável

Acessibilidade: uma questão urgente. — Acessível TeVi

Por que? A ONU estima que, em todo mundo, há mais de um bilhão de pessoas com deficiência. Isso significa que uma em cada sete pessoas possui algum tipo de deficiência. Diz, também que cerca de 80%, vivem em países em desenvolvimento. No Brasil, de acordo com o senso de 2010, as pessoas com deficiência […]

via Acessibilidade: uma questão urgente. — Acessível TeVi