Articulador político de Bolsonaro financiou maior rede de fake news do Facebook, retirada hoje do ar. Por Vinicius Segalla

POR VINÍCIUS SEGALLA O deputado Delegado Franceschini (PSL-PR), coordenador da campanha presidencial de Jair Bolsonaro (PSL), doou R$ 24 mil à maior rede de fake news e contas falsas que atuava na eleição brasileira. Nesta segunda-feira (22), a rede social Facebook anunciou ter desbaratado o esquema e retirado do ar “um grupo de 68 páginas […]

Fonte: Articulador político de Bolsonaro financiou maior rede de fake news do Facebook, retirada hoje do ar. Por Vinicius Segalla

O medo ainda vai mudar de lado

Quem corre com medo, não pergunta por caminho. A razão espanta o medo. O medo faz mais tiranos que a ambição. (Sabedoria popular portuguesa) Ao final de uma reunião de pauta da revista do Psol na Fundação Lauro Campos, na semana passada, um bom camarada me procurou e perguntou como lidar com o medo.

Fonte: O medo ainda vai mudar de lado

Haddad e FHC conversam ao telefone e concordam sobre democracia estar “em jogo”

O candidato do PT à presidência, Fernando Haddad, conversou por telefone nesta segunda-feira (22) com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). A iniciativa partiu do petista, que desde o início do segundo turno vem tentando uma aproximação com o tucano.

Fonte: Haddad e FHC conversam ao telefone e concordam sobre democracia estar “em jogo”

Deputado do PT pede a prisão de Jair Bolsonaro

O deputado federal Jorge Solla (PT-BA) entrou com uma representação na Procuradoria Geral da República (PGR) contra o candidato da extrema-direita, Jair Bolsonaro (PSL), por crime contra a Segurança Nacional, requerendo sua prisão imediata; o motivo é o discurso feito pelo capitão reformado neste domingo, em que afirmou que caso eleito irá perseguir os opositores políticos de esquerda; “A faxina agora será muito mais ampla (… ) Ou vão pra fora ou vão pra cadeia. Esses marginais vermelhos serão banidos de nossa pátria”, anunciou

Fonte: Deputado do PT pede a prisão de Jair Bolsonaro

Bolsonaros podem ser enquadrados na LSN e presos

“Ameaça ao Estado de Direito é crime tipificado na Lei de Segurança Nacional. Tanto o deputado Eduardo Bolsonaro quanto o próprio candidato a presidente por dizer que se for eleito irá prender ou expulsar do país quem se opuser a ele podem ser enquadrados no Artigo 17 da Lei de Segurança Nacional. A pena é de prisão de 3 a 15 anos”, escreve o colunista Alex Solnik

Fonte: Bolsonaros podem ser enquadrados na LSN e presos