Como prova a mãe que “fantasiou” o filho de escravo, o eleitor de Bolsonaro não assimilou a Lei Áurea

Sabrina Flor. Foto: Reprodução/Instagram Em Natal, uma mãe fantasiou o próprio filho como escravo. Entusiasmada com o resultado, postou a foto no Instagram e aconselhou a seus seguidores: “Vamos abrasileirar esse negócio”. Sabrina Nóbrega da Rocha Flor é eleitora de Bolsonaro.

Fonte: Como prova a mãe que “fantasiou” o filho de escravo, o eleitor de Bolsonaro não assimilou a Lei Áurea

Irmã de Marielle pede ajuda ao presidente da França

Anielle Franco, que participa em Paris da Cúpula Mundial de Defensores de Direitos Humanos, recebeu nesta segunda-feira, 29, um convite para se reunir com o presidente da França, Emmanuel Macron, no palácio do Eliseu. Anielle, irmã da vereadora assassinada Marielle Franco (PSOL-RJ), aproveitou para pedir ajuda a Macron para o esclarecimento de um crime que, com a vitória de Jair Bolsonaro na eleição presidencial, ela teme que nunca venha a ser esclarecido.

Fonte: Irmã de Marielle pede ajuda ao presidente da França

”O capital financeiro tende a escravizar o Brasil; só muita mobilização evitará retrocesso”; veja vídeo

Reprodução de vídeo Do SindUTE-MG Frederico Santana Rick, sociólogo, militante das pastorais sociais, da articulação dos movimentos sociais Quem Luta Educa e da Consulta Popular, ao falar para aposentados e aposentadas, durante encontro do Sind-UTE/MG, afirmou que é preciso negar o ditado de que “o povo tem os políticos que merece”.

Fonte: ”O capital financeiro tende a escravizar o Brasil; só muita mobilização evitará retrocesso”; veja vídeo

Notas Internacionais: “Pequim vê a ascensão de Bolsonaro com muita preocupação”

– O economista Paulo Guedes, possível ministro da Fazenda de Jair Bolsonaro, disse em entrevista que o Mercosul não será prioridade para o próximo governo. Textualmente: o Brasil “ficou prisioneiro de alianças ideológicas (…) Você só negocia com quem tiver inclinações bolivarianas.

Fonte: Notas Internacionais: “Pequim vê a ascensão de Bolsonaro com muita preocupação”

Memórias de um Mundo Moribundo, por Mordaz Moreira

Categoria: Artigos Memórias de um Mundo Moribundo (sob o pseudônimo de Mordaz Moreira, porque o mar aqui não está pra peixe) A Brecht e Orwell A vitória foi épica, a posse apoteótica, e diante da dificuldade em resolver as chatices da economia e agradar de imediato aos anseios gerados na disputa, era preciso agir e responder com celeridade.

Fonte: Memórias de um Mundo Moribundo, por Mordaz Moreira