Material ainda não revelado reforça interferência de Moro, diz jornalista – 10/06/2019 – UOL Notícias

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2019/06/10/moro-atuou-quase-como-procurador-nao-como-juiz-diz-autor-de-reportagens.amp.htm?utm_source=twitter&utm_medium=social-media&utm_campaign=noticias&utm_content=geral&__twitter_impression=true

STF convoca sessão extraordinária e pode soltar Lula | Brasil 247

Diante da revelação de que o ex-presidente Lula foi alvo de uma conspiração judicial armada por Sergio Moro e Deltan Dallagnol, para prendê-lo sem provas e retirá-lo da disputa presidencial, o Supremo Tribunal Federal (STF) divulgou que irá convocar sessões extraordinárias da Primeira e Segunda turmas da corte na manhã desta terça-feira (11), que poderão decidir os rumos do ex-presidente

Fonte: STF convoca sessão extraordinária e pode soltar Lula | Brasil 247

Fraude da Lava Jato repercute na Europa como uma bomba. Por Willy Delvalle, de Paris

A repercussão da reportagem do The Intercept revelando a fraude da Operação Lava-Jato para impedir Lula de chegar à presidência é mundial. No twitter, “Lula” entrou nos trending topics mundial. Na imprensa europeia, a imagem dos procuradores e do juiz Sérgio Moro está em ruínas. O francês Le Monde (veja acima) pergunta: “e se o […]

Fonte: Fraude da Lava Jato repercute na Europa como uma bomba. Por Willy Delvalle, de Paris

Mais de 100 juristas já pedem o afastamento de Moro e Dallagnol | Brasil 247

“Os conluios entre o juiz e os procuradores não podem ficar impunes, especialmente porque revelam a promiscuidade que caracterizou a relação entre esses representantes do sistema de justiça. À toda evidência, o CNJ, o CNMP e o Congresso Nacional têm a obrigação de instaurar imediato procedimento administrativo em face dos envolvidos, para investigar os supostos crimes cometidos”, diz a nota assinada por alguns dos principais juristas do Brasil; Moro e Dallagnol forjaram uma acusação contra Lula e golpearam a democracia

Fonte: Mais de 100 juristas já pedem o afastamento de Moro e Dallagnol | Brasil 247