FEIJOADA, A RECEITA

BUTECO DO EDU

(atualizada em 10 de março de 2012, pra Flavia Holleben)

Ponha os pratos no chão, e o chão tá posto
e prepare as lingüiças pro tira-gosto…

(Chico Buarque)

(pro Marcelo Coelho)

Foi só ligar o celular, pela manhã, e o recado do Coelho:

– Edu… Manda pra mim a receita da tua feijoada…

Mando. E por aqui. Pediu-me, é verdade, as receitas da feijoada e da rabada, mas devagar com o andor, mano Coelho, que o santo é de barro e pressa não combina com cozinha. Hoje vamos de feijoada, que eu, sem nenhuma modéstia (quem diz esse “nenhuma”, com um “u” mais-que-tônico, é o Szegeri), domino com a sabedoria da escravaria e das senzalas, e sempre sou alvo de “ohs” e “ahs” maravilhados quando sirvo a dita cuja. Não tem Gatopardo, não tem Othon, não tem nem mesmo Casa da Feijoada para me fazer páreo (acordei mais…

Ver o post original 878 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.