Advogado de Sara Winter deixa o caso

Parasitas do Brasil

O advogado Claudio Gastão diz que não conseguiu traçar sua estratégia de defesa

O advogado criminalista Claudio Gastão da Rosa Filho decidiu deixar a defesa de Sara Winter, líder do grupo armado de extrema-direita 300, que foi presa em operação da Polícia Federal relacionada a inquérito sobre atos antidemocráticos.

Ele vinha trabalhando com Bertoni Barbosa de Oliveira e Renata Tavares, que seguem na defesa de Sara. Gastão, de Santa Catarina, vinha fazendo a parte escrita da defesa, os outros dois tratam mais da parte operacional em Brasília.​

Em nota, Gastão diz que o principal motivo de sua saída é “a atuação simultânea de vários advogados”, que não permitiu que traçasse sua “estratégia de defesa”.

Gastão vinha se queixando de que diversos advogados estavam entrando com pedido de habeas corpus para Sara, por exemplo, e que isso estava dificultando seu trabalho, já que tinha que peticionar para que fossem arquivados sem…

Ver o post original 107 mais palavras