Alguém que defende a tortura de crianças não pode ser chefe do MEC, diz professor da USP

Após ser revelado que o novo ministro da Educação defende “dor” e “rigor” como medida pedagógica de crianças, o professor da USP Laurindo Lalo Leal afirmou que “um sujeito que defende a tortura de crianças não pode ser ministro”. “É preciso que as organizações de defesa dos Direitos Humanos e o Judiciário evitem mais esse […]

Fonte: Alguém que defende a tortura de crianças não pode ser chefe do MEC, diz professor da USP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.