Combater a fome e nutrir a resistência: movimentos doam marmitas no Paraná

Das mãos calejadas de camponeses assentados e acampados da Reforma Agrária, passando pelos mutirões de dezenas de voluntários e militantes de cozinhas comunitárias, até chegar a quem está na luta por moradia e vida digna na cidade. Esse foi o caminho percorrido pelos alimentos que rechearam as três mil marmitas e mil pães caseiros distribuídos na…

Combater a fome e nutrir a resistência: movimentos doam marmitas no Paraná

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.