“Invasão” da Ucrânia: a fabricação de um mito – Outras Palavras

Nos EUA, os jornais que atiçaram a guerra contra o Iraque fabricam agora um conflito na Europa. A invenção de fatos e o silenciamento das vozes pela paz. Os objetivos: ampliar orçamento militar e sabotar aproximação entre Rússia e Europa

Fonte: “Invasão” da Ucrânia: a fabricação de um mito – Outras Palavras

PT 42 anos

Orelhas de Vidro

Eu estava na Faculdade de medicina quando o PT foi fundado. Comentei com um colega “comunista” presidente do nosso centro acadêmico e sua resposta foi: “o que significa essa estrelinha vermelha na bandeira do PT?”.

Sua pergunta visava desmerecer a essência do PT, dizer que na verdade era de esquerda apenas na fachada, mas no fundo era um partido igual a qualquer outro. Curiosamente, anos depois encontro esse colega transformado num liberal de direita, um burguês típico.

Estive presente na eleição de Olívio Dutra à prefeitura de Porto Alegre, um momento histórico para a democracia. Um operário no poder!!! Saí às ruas com o bigodão do Olívio pela cidade agitando as bandeiras rubras do partido. Foi uma festa enorme da cidadania.

Sofri nas derrotas de Lula e vibrei com a vitória do partido em nível nacional em 2002. Vi as conquistas sociais, a volta da auto estima do povo…

Ver o post original 76 mais palavras

Iluminismo, onde andas?

Orelhas de Vidro

Pessoal da humanização do nascimento que festeja censura do Estado sobre a livre manifestação de ideias ainda não percebeu que a censura quase sempre atinge os grupos marginalizados e quase nunca os poderosos. Para cada Monark atingido existem 10 parteiras urbanas que serão massacradas por censura ou impedidos de manifestar sua opinião sobre temas controversos. Quem pode garantir que, diante do poder de cercear “más ideias”, não seremos as próximas vítimas? Quem define o que é uma “ideia perigosa”? O congresso? Este STF? Ficaremos na mão deles de novo?

Glenn Greenwald – judeu e homossexual, pertencente a dois grupos historicamente vilipendiados – deixa clara nesta entrevista à Carta Capital a importância da livre expressão das ideias como uma conquista iluminista – e não um modernismo americano. Abrir mão dela, mesmo que eivado das melhores intenções, é oferecer ao Estado o direito e o poder de controlar o que é debatido…

Ver o post original 212 mais palavras

Escolha parir…

Orelhas de Vidro

Hoje deu saudade do meu pai falando:

“Gosto quando você escreve sobre parto. Deixe a política de lado…”

Não dá pai… tudo é político, em especial ousar nascer livre em um mundo que adora correntes. Poucas coisas são mais desafiadoras e perigosas para a estrutura social do que uma mulher parindo em liberdade. “Um parto sem amarras é um liquidificador ligado às 3 da madrugada no condomínio”. Não há como se manter dormindo diante dessa potência.

Parir em paz, liberando as forças selvagens do nascimento, é uma decisão política. Não afeta apenas esta mãe e seu bebê, mas todo o entorno. Sua família, seu bairro, sua cidade e o planeta inteiro. Parir sem medo é desafiar a ordem patriarcal e buscar um novo mundo possível.

Escolha parir…

Ver o post original

Arapuca

Orelhas de Vidro

O pessoal está se achando muito esperto ao patrocinar o linchamento sumário destas figurinhas ridículas da direita, ao mesmo tempo em que empodera liberais e identitários. A história nos mostra que essa ação – mais cedo ou mais tarde – se volta contra a classe trabalhadora. Num período muito curto vamos ver a burguesia surfando no antinazismo e acusando os representantes da classe operária. Percebam quem está por trás da “indignação” de agora: sionistas, o mesmo grupo que patrocina uma ocupação fascista e cruel contra o povo Palestino. Estão usando a conversa dos liberaloides para fortalecer o fascismo de Israel. Seria pedir que a gente, pelo menos, desconfiasse?

Quando essa maré mudar e os ataques forem contra membros da esquerda…. daí, meu irmão, de nada vai adiantar dizer que “é diferente” ou “não é nada disso”. Os linchamentos – como estes que agora são feitos contra figurinhas reacionárias da moda…

Ver o post original 108 mais palavras

City Again Violates Open Meeting Law

Saratoga Springs Politics

The City Council has again violated the open meeting law. The City Council has a pre-agenda meeting on the Monday before the Council meetings. They are required to provide access to the public for any meeting at which there is a quorum.

The city website indicated the Monday morning meeting would take place on zoom, but there was no link nor any information on how to acquire a link. Jane Weihe emailed the deputy mayor asking how the public can access the meeting.

Deputy mayor Angela Rella responded with an email that contained a link.

Jane wrote back to her and asked, “how is the general public made aware of how to access the meeting?”

Ms. Rella did not provide a reply.

Ver o post original

O empenho do governo Bolsonaro em destruir o meio ambiente em favor do setor econômico (Por Gerson Almeida)

Luíz Müller Blog

PorGERSON ALMEIDA*

O empenho do governo Bolsonaro em destruir o meio ambiente em favor do setor econômico

As iniciativas do governo federal de desmonte generalizado dos órgãos de fiscalização e proteção do patrimônio nacional, e a ação cada vez mais desavergonhada das redes de exploração ilegal de todos os tipos, indicam uma forte correlação de colaboração.

Em razão desta colaboração entre o governo Bolsonaro e várias redes criminosas, que a mídia corporativa insiste em chamar de “empresários” é que devemos a aceleração da exploração dos recursos naturais, a invasão das áreas protegidas e das terras demarcadas para os povos indígenas e o desmatamento desenfreado da Amazônia.

Ainda na condição de candidato à presidência, Bolsonaro já anunciava que iria agir para desmontar os órgãos de fiscalização e controle, especialmente na área ambiental. Suas declarações tinham o objetivo explícito de construir uma aliança com os grupos de interesses espúrios, sempre à…

Ver o post original 1.106 mais palavras

Curiosidade literária

Peregrinacultural's Weblog

Moça lendo

Richard Edward Miller (EUA, 1875-1943)

óleo sobre tela

Bronxville Public Library, Bronxville, NY

Enquanto escrevia Notre-Dame de Paris, Vítor Hugo desenvolveu um método de trabalho bastante excêntrico. Ele retirava todas as roupas e as guardava num armário. O objetivo era evitar quebrar sua concentração e não sucumbir à tentação de ingressar no mundo fora de casa. Nu, ele se sentia obrigado a ficar sentado escrevendo sua obra-prima.

Ver o post original