U.S. Military Agreement With Brazil to Prompt Joint Defense Deal – Bloomberg

Brazil and the U.S. signed a military agreement that paves the way for the joint development and sale of defense products, the Brazilian defense ministry said.

Fonte: U.S. Military Agreement With Brazil to Prompt Joint Defense Deal – Bloomberg

Temer e Meirelles subirão impostos em R$ 23,2 bilhões | Brasil 24/7

O pacote de maldades de Henrique Meirelles, que será anunciado na terça-feira, envolve o fim das desonerações para a indústria, o aumento do IOF nas operações financeiras e também das alíquotas do PIS/Confins; embora Michel Temer e Henrique Meirelles prometessem não aumentar impostos, os dois estão sendo incapazes de cumprir a meta fiscal de 2017, que já lhes deu a possibilidade de fechar o ano com um rombo de R$ 139 bilhões; o motivo: como derrubaram a atividade econômica, a arrecadação de tributos também despencou e o rombo ficou R$ 58,2 bilhões maior; deste total, 40% serão cobertos com alta de impostos e o restante virá de cortes no orçamento e receitas extraordinárias com concessões

Fonte: Temer e Meirelles subirão impostos em R$ 23,2 bilhões | Brasil 24/7

Empresários se sentem perdidos no pós-golpe | Brasil 24/7

O golpe parlamentar de 2016, que prometia resgatar a confiança empresarial, não foi apenas uma fraude política; foi também um grande engodo econômico; no entanto, os empresários que apoiaram a ruptura da democracia brasileira hoje enfrentam o dilema de contestar os erros de Temer, sem admitir que erraram; os sinais de frustração já aparecem em vários setores, como no BNDES, onde Maria Sílvia Bastos Marques travou os empréstimos, na carne, onde o governo é incapaz de reagir em razão das conexões de Osmar Serraglio com a máfia dos fiscais, no petróleo, onde Pedro Parente decidiu matar a indústria nacional de fornecedores, e até na macroeconomia, onde Henrique Meirelles se prepara para aumentar impostos

Fonte: Empresários se sentem perdidos no pós-golpe | Brasil 24/7

‘Padilha deu os endereços para entrega de propina’, diz delator da Odebrecht | Brasil 24/7

Em depoimento prestado ao ministro Herman Benjamin, do TSE, o ex-executivo da Odebrecht José de Carvalho Filho disse que o ministro da Casa Civil e Michel Temer, Eliseu Padilha, lhe passou “todos os endereços” para o pagamento de R$ 4 milhões destinados ao PMDB durante a campanha eleitoral de 2014; ele confirmou quem um dos locais indicados por Padilha foi o escritório de José Yunes, amigo e ex-assessor de Michel Temer (PMDB); Carvalho Filho desmontou a versão de Yunes e disse não conhecer o empresário Lúcio Funaro: “Nunca vi o Lúcio Funaro, nunca estive com o Lúcio Funaro e não sei quem é o Lúcio Funaro”

Fonte: ‘Padilha deu os endereços para entrega de propina’, diz delator da Odebrecht | Brasil 24/7

Rombo de Temer e Meirelles em 2017 é de R$ 200 bilhões | Brasil 24/7

“Dilma Roussef “degringolou as contas públicas” com um déficit de R$100 bi, contando todos os acertos das tais “pedaladas fiscais”. Michel Temer as está saneando com um déficit de R$ 200 bi. Como assim? Mas não era a roubalheira da Odebrecht o que nos levava aos desastre nos gastos públicos, não eram as propinas a fonte de todo o mal e agora, com a Lava Jato, elas pararam de existir?”, ironiza Fernando Brito, editor do Tijolaço

Fonte: Rombo de Temer e Meirelles em 2017 é de R$ 200 bilhões | Brasil 24/7