Viés de Associação — Cidadania & Cultura

Rolf Dobelli, no livro “A arte de pensar claramente”, afirma que nosso cérebro é uma máquina de fazer associações. Como princípio básico, é bom que seja assim: se erramos, em tese, evitamos repetir o erro; se acertamos, repetimos, e repetição é aprendizagem. Assim, via tentativas-e-erros, surge o conhecimento teórico e prático. Entretanto, assim também surge […]

via Viés de Associação — Cidadania & Cultura

Viés de Omissão — Cidadania & Cultura

Rolf Dobelli, no livro “A arte de pensar claramente”, diz que tanto a omissão de socorro quanto o homicídio doloso, ambas atitudes configuram um crime. No entanto, algum sentimento nos diz que a omissão é menos grave. Esse sentimento é chamado de viés de omissão (omission bias). Ele ocorre quando tanto uma omissão quanto uma […]

via Viés de Omissão — Cidadania & Cultura

Viés da Atribuição — Cidadania & Cultura

Rolf Dobelli, no livro “A arte de pensar claramente” diz que uma regra vigora nas redações dos jornais: “Não há história sem rosto”. Os jornalistas (e seus leitores) são culpados pelo viés fundamental de atribuição. Ele designa a tendência a superestimar sistematicamente a influência de pessoas e a subestimar fatores externos e situacionais quando se […]

via Viés da Atribuição — Cidadania & Cultura

Aversão à Perda — Cidadania & Cultura

Rolf Dobelli, no livro “A arte de pensar claramente”, sugere: em uma escala de 1 a 10, pense em como se sente hoje. Acrescente a isso duas perguntas: Primeira: o que aumentaria sua felicidade ao grau 10? Talvez um apartamento na Côte d’Azur, para passar as férias, com o qual você já sonha faz tempo? […]

via Aversão à Perda — Cidadania & Cultura

Fascismo com a complacência nacional | Brasil 24/7

“Cabe perguntar: onde estão os editoriais dos grandes jornais contra a violência que atingiu a caravana de Lula?”, questiona o cientista político Aldo Fornazieri; “Por que a OAB, a presidência da República, a presidência do STF, as presidências das Casas Legislativas, o Ministério da Justiça, o Ministério da Segurança Pública e o Ministério Público Federal não se pronunciaram até agora? Por que o “democrata” Fernando Henrique Cardoso silencia ante esses ataques fascistas? Por que os pré-candidatos Alckmin e Rodrigo Maia não emitem nenhuma palavra sobre essa violência política? Onde estão todos? Estão com medo? São coniventes? Ou são cúmplices?”, critica Fornazieri

Fonte: Fascismo com a complacência nacional | Brasil 24/7

Meu sexto livro: O Filho Pródigo – Um ensaio sobre a culpa, a virtude e o perdão — Blog do Flavio Siqueira

Há quase dez anos comecei meu trabalho na internet. No começo foi o blog e eu não imaginava o que viria depois. Na verdade nunca fiz muitos planos. Enquanto o blog crescia veio o primeiro livro e depois outros. Vieram a rádio Inverso, os encontros, o canal no YT, os programas de TV, as palestras, […]

via Meu sexto livro: O Filho Pródigo – Um ensaio sobre a culpa, a virtude e o perdão — Blog do Flavio Siqueira

Tragédia dos Comuns — Cidadania & Cultura

Rolf Dobelli, no livro “A arte de pensar claramente”, afirma que “a tragédia dos [homens] comuns é um lugar-comum”, cujo grande erro consiste em esperar que a exploração maximizadora dos recursos naturais do planeta seja banida do mundo através da educação, do esclarecimento, das campanhas de informação, dos apelos aos “sentimentos sociais”, de bulas papais […]

via Tragédia dos Comuns — Cidadania & Cultura