Dollar crash will topple the entire US ‘house of cards’ economy by year end – Peter Schiff — RT – Daily news

No one seems to be worried about the falling dollar, veteran stockbroker Peter Schiff writes on Twitter, as the US currency continues to slide versus major rivals amid gold and silver record growth. According to Schiff the ignorance is “likely to remain the case until the fall becomes a crash, which I don’t think will begin…

via Dollar crash will topple the entire US ‘house of cards’ economy by year end – Peter Schiff — RT – Daily news

PIB dos EUA tomba 32,9% e tem pior resultado para 2º tri desde 1947 — Portal O Tempo – Economia

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos tombou à taxa anualizada de 32,9% no segundo trimestre de 2020, de acordo com dados publicados nesta quinta-feira, 30, pelo Departamento de Comércio do país. A primeira leitura do indicador deixa evidente o forte impacto da pandemia de Covid-19 na economia americana e é o pior resultado…

via PIB dos EUA tomba 32,9% e tem pior resultado para 2º tri desde 1947 — Portal O Tempo – Economia

Death of US dollar? China launches petro-yuan to challenge greenback’s dominance — RT – Daily news

The highly anticipated yuan-backed crude oil futures have been launched in Shanghai. China is the world’s biggest oil consumer, with eyes on rival benchmarks Brent and WTI as well as the US currency. Read Full Article at RT.com

via Death of US dollar? China launches petro-yuan to challenge greenback’s dominance — RT – Daily news

Banqueiros em desespero: congelamento derruba juros mas não esquenta produção | Brasil 24/7

O feitiço está virando contra o feiticeiro. O mercado financeiro, que ajudou a dar o golpe na democracia, comprando o Congresso, para baixar congelamento fiscal, junto com derrubada do governo eleito por 54 milhões de votos, está contrariado com o rumo dos acontecimentos

Fonte: Banqueiros em desespero: congelamento derruba juros mas não esquenta produção | Brasil 24/7

Economia que faz bem ao bolso e à saúde —

Com a vida financeira cada vez mais apertada por conta da crise, o brasileiro vem deixando de comer na rua. De olho no bolso e também preocupado com sua saúde, opta por levar a famosa e velha marmita para seu local de trabalho. Segundo uma pesquisa da consultoria GS&MD, 3,5 bilhões de refeições ocorreram em […]

via Economia que faz bem ao bolso e à saúde —

Capitalismo de Estado Republicano contra Capitalismo Neoliberal de Livre-Mercado — Cidadania

O Instituto de Economia da UNICAMP recebeu o maior evento de Economia Política do Brasil. Mais de mil pessoas se inscreveram no XXII Encontro Nacional de Economia Política (ENEP) que aconteceu entre os dias 30 de maio e 02 de junho. Nos debates de trabalhos de pesquisa de dados e uso analítico de teorias e […]

via Capitalismo de Estado Republicano contra Capitalismo Neoliberal de Livre-Mercado — Cidadania

Na depressão econômica de Temer, 1,3 milhão deixaram planos de saúde | Brasil 24/7

Levantamento do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) divulgado nesta terça-feira, 24, mostra que a pior crise econômica do Brasil, provocada pela ascensão de Michel Temer à Presidência por meio de um golpe parlamentar, fez com que 1.370.000 pessoas abandonassem planos de saúde; em comparação com 2015, os usuários de planos de saúde reduziram 2,8%; região que mais trocou planos pelo atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) foi a Sudeste; apenas no estado de São Paulo, 630,3 mil beneficiários deixaram de contar com o plano de saúde; segundo a entidade, o trágico cenário econômico e a queda do nível de emprego no país, com a redução de 1,3 milhão de postos de trabalho formais em 2016, são as principais causas dos brasileiros deixarem de contar com o plano de saúde

Fonte: Na depressão econômica de Temer, 1,3 milhão deixaram planos de saúde | Brasil 24/7

Golpe tirou R$ 172 bi da arrecadação federal | Brasil 24/7

A política do “quanto pior, melhor”, colocada em marcha para viabilizar o impeachment, e a depressão econômica provocada pela dupla Michel Temer e Henrique Meirelles fizeram com que o Brasil perdesse R$ 172 bilhões em impostos, entre 2014 e 2016; ou seja: o Brasil perdeu duas vezes o PIB do Paraguai, como aponta reportagem de capa do jornal Estado de S. Paulo; isso significa que a conspiração para derrubar Dilma Rousseff, acusada das tais “pedaladas fiscais”, quebrou o Estado brasileiro, a despeito do discurso de ajuste fiscal; rombo do setor público se aproxima de 9% do PIB

Fonte: Golpe tirou R$ 172 bi da arrecadação federal | Brasil 24/7