O assassinato de Marielle Franco: a cobertura “palaciana” e fake da Folha e do Estadão — objETHOS

Samuel Lima Professor e pesquisador do Departamento de Jornalismo e do Posjor/UFSC. É pesquisador do Observatório da Ética Jornalística (objETHOS). Passadas quase duas semanas do covarde (e cruel) assassinato da vereadora carioca Marielle Franco e de Anderson Gomes, motorista da parlamentar, é possível refletir criticamente sobre a cobertura dos dois maiores jornais impressos do país […]

via O assassinato de Marielle Franco: a cobertura “palaciana” e fake da Folha e do Estadão — objETHOS

O crepúsculo do deus da Lava Jato, por Fábio de Oliveira Ribeiro | GGN

O crepúsculo do deus da Lava Jatopor Fábio de Oliveira RibeiroO Morodämmerung (o crepúsculo do deus da Lava Jato, opereta trágica em três atos) já começou, mas não pelas mãos do advogado de Lula. E

Fonte: O crepúsculo do deus da Lava Jato, por Fábio de Oliveira Ribeiro | GGN