COMPARTILHEM…

NADA A COMEMORAR – Estamos assistindo um processo de erosão política, de criminalização da política, dos políticos e dos partidos políticos. 

Um processo que se avoluma em grande velocidade. É a vala comum que a direita está abrindo com o apoio das ‘Marchas sobre Roma’ do mês de junho. 

Nesta vala comum da criminalização da política serão atirados todos, sem exceção! 

Ao fim e ao cabo, poderá surgir uma vitória política da direita no horizonte próximo. 

Estão conseguindo igualar o PT com todas as outras agremiações, estão conduzindo um processo de amnésia coletiva sobre os últimos dez anos aqui no país e estão, a partir desse processo criminalizador e despolitizador das massas, abrindo caminho para uma saída conservadora. 

Estão conseguindo abrir caminho para uma alternativa ao PT, pela direita. 

Pode ser com Aécio ou com Serra, das forças tradicionais, ou pode ser com Marina Silva, que estão pintando como uma espécie de “Salvadora da Pátria”, como um Jânio Quadros esverdeado ou um Collor repaginado.

Com o “mensalão” o golpe branco de estado fracassou. Agora, se preciso for, a direita tocará fogo em Roma e culpará os ‘cristãos do PT’.

Anúncios

OPINIÕES

O comportamento do Congresso, irrefletido e oportunista, apenas reforça quão pobre está o Poder Legislativo que há muito deixou de legislar pelo interesse público, perdendo autonomia e independência, em troca de cargos e manejo de verbas públicas no Poder Executivo. Daí o ativismo judicial que propiciou a “jurisdicionalização” da política com o STF resolvendo questões de natureza política, ante a ampla omissão do Congresso. Mas o que preocupa mesmo é a ação midiática de uma Instituição que deveria ser transparente e omite a verdade da proposta da PEC 37 por mero interesse corporativista.E o povo comporta-se igual a manada de gado, tangendo na direção mais cômoda sem ler o que assina, porque não possui mesmo o hábito da leitura. A preguiça é característica cultural desse País de 3º mundo, onde determinadas castas do funcionalismo seja julgam mais meritórias que outras. Enquanto isso, os médicos dos SUS, os Professores e os Policiais de baixa patente seguram o tranco de um Estado paquidérmico, ineficiente e gastão. E tome-lhe impostos e mais impostos para que banquemos a orgia da FIFA e dos EIKE BASTISTA da vida. É isso. Lamentável.

DO FACEBOOK…

Rafael Patto

No “Mau dia Brasil”, o Chico Pinheiro declara: “e agora uma boa notícia: o governo de São Paulo anuncia queda do índice de criminalidade”… Que dia algum âncora de telejornal da globo iniciou introduziu alguma informação sobre o governo federal dessa forma tão esfuziante? Que dia o Chico Pinheiro falou: “boa notícia, já passa de um milhão o número de universitários brasileiros contemplados com bolsas do ProUni”, por exemplo. Ou: “boa notícia, mais de 30 milhões de brasileiros foram resgatados da miséria por programas de transferência de renda do Governo Federal”? Nunca!!! Mas quando é a tucanolândia paulista, qualquer notícia deve ser apresentada como se fosse o melhor dos acontecimentos. Mesmos as notícias suspeitas como essa. Afinal, o jornal aposta tanto na imbecilidade do telespectador a ponto de sequer polemizar os dados. Por que o apresentado não questiona a estranheza dos dados da Secretaria de Segurança Pública de SP? Por que não confronta a informação oficial do governo tucano com os próprios arquivos da emissora que vêm nos últimos tempos mostrando uma realidade bem diferente: um índice crescente de criminalidade e insegurança em SP? Não! É só jogação de confetes mesmo… Isso é jornalismo ou propaganda eleitoral??? Manipulação, a gente vê por aqui!!! Plim Plim.

O DEPOIMENTO MAIS VIGOROSO DE HOJE… E PONTO FINAL!

Tem mais gente com a mesma sensação de golpe: 
De Emanuel Leandro:
“A pior coisa que existe aqui na militância política do Faceboock é ter amigos da direita. Pior mais do que isto é ter parentes da direita, gente alienada e manipulada pela mídia da TV e que está usando dos protestos do MPL para atacar a presidente Dilma e o PT. Gente ordinária, cuja mentalidade política foi forjada nas coxas dos patrões. Estamos em um momento muito tenso e crítico em que existe um movimento confuso que ainda não sabemos o que existe por traz dele. A mídia, esperta como é, aproveita do movimento para insuflar e dizer que os protestos não são apenas pelo Passe Livre, mas também pela Educação, Saúde, corrupção, Inflação, Copa do Mundo. É uma tentativa inescrupulosa da mídia de instalar o caos em todo Brasil. Querem jogar estas manifestações no colo de Dilma Rousseff. Movimento idêntico a este foi o de 1964 e que culminou com o golpe militar contra Jango e a instalação da ditadura. No governo de FHC que quebrou o Brasil 3 vezes e que causou o maior desemprego da história, não vimos estas manifestações. Alckmin aumentou recentemente as tarifas do Metrô, dos trens urbanos, dos pedágios e não vimos manifestação alguma. Acabei agora de assistir na TV uns dos maiores sabujos dos patrões da mídia, Marcelo Rezende da Record, convocando a população para a desobediência civil para o não pagamento de impostos. Esquece o imbecil que os canais de TVs são concessões do estado brasileiro e que essa atitude pode causar o cancelamento do canal de seu patrão o Bispo ladrão e vigarista da fé, Edir Macedo. Mediante a tudo isso que escrevi, quero dizer aos meus amigos e parentes do Faceboock que eu não vou ficar assistindo calado ao reacionarismo político deles aqui na minha página. Todos tem o direito de se manifestar democraticamente contra o governo Dilma, desde que não seja na minha página. Portanto se eu ver amigos ou parentes atacando ao governo que produziu mais de 18 milhões de empregos, tirou mais de 35 milhões de pessoas da miséria, governo que eu apoio, vou tirar estas pessoas da minha lista de amigos aqui no Face. Estes meus parentes me conhecem e sabem que eu sou petista desde a fundação do PT, e que sou filho de um anistiado político que foi preso 3 dias após o golpe militar de 64.”

Curtir ·  · Compartilhar · há 14 horas · 

DO FACEBOOK

Tem oportunista que agora descobriu o problema da saúde pública no Brasil, NO ENTANTO: 
1) – foi a favor do fim da CPMF que confiscou, no acumulado, 360 BILHÕES da saúde pública; 
2) – 75% do total arrecadado com a CPMF vinham dos 10% mais ricos do País. 
3) – Ou seja: acabar com a CPMF deixou os 10% mais ricos, AINDA MAIS RICOS!. 4) – Isso se chama HIPOCRISIA E CRETINICE!

Curtir ·  · Compartilhar · há 16 horas · 

  •  
    20 pessoas curtiram isso.
  •  
    João Lara Concordo Janeslei, a CPMF era o imposto mais democrático e atingia a todos. E quem movimentava mais pagava mais, assim atingia os ricos.
  •  
    Juarez Machado um……. bem que o LULA dizia que iria chegar um tempo: Que alguem tinha que ganhar menos para que alguem ganhasse mais. Eu nunca me preocupei com CPMF.
  •  
    Marcello Polinari Pois, a CPMF é o que mais se aproximou de um imposto único.Porem, ficou como um imposto a mais por falta de coragem de uma séria reforma tributária.

PARA LER E COMPARTILHAR

 

Enio de Souza · 4 seguidores

há 22 minutos · 

  • Luiz Carlos Azenha meteno o dedo na ferida

    “O Brasil sempre foi governado a partir de um pacto de elites. É a tal “modernização conservadora”. O povo vota mas fica de fora das decisões substantivas, especialmente as que dizem respeito ao orçamento. As decisões são resultado de conchavos de bastidores. Consideram, por exemplo, quanto os donos das empresas concessionárias do transporte doaram nas eleições; quanto as empreiteiras que fizeram as obras da Copa ou constroem hidrelétricas na Amazônia doaram a partidos e candidatos. E assim por diante. O que o pessoal do MPL fez foi destapar a panela de pressão. Todos nós queremos que as decisões no Brasil, em todas as instâncias, considerem acima de tudo as necessidades reais das pessoas. A direita simula que é a favor das manifestações, mas obviamente tem medo das reinvindicações de fundo (ou alguém acha que existe empresário de ônibus de esquerda?). A direita não quer perder o poder da PM como balizador de suas “políticas sociais”, que é o que provisoriamente aconteceu. A PM é a garantia de seus privilégios. O PT é governo e nenhum governo gosta de confusão, especialmente se acredita que tem tudo para ganhar a próxima eleição. Além disso, os acordos de governabilidade do PT são firmados sobre a manutenção de privilégios históricos da direita, também ameaçados pelos manifestantes. A não ser que o PT retome seu compromisso histórico com as causas sociais, teremos em alguns dias um consenso inédito entre os grandes partidos para jogar essa molecada no rio Pinheiros.”