Blog de Martorano en WordPress.

La cháchara de un fracasado.

Juanmartorano

Monday, July 29, 2013, 3:45 pm

AMÉRICA LATINA

 Por Andrés Barazarte
El sobrino del Tío Sam, ante el cúmulo de fracasos en los que ha incurrido, pretende criticar cuanto haga o deje de hacer el gobierno constitucional de Nicolás Maduro a ver si caza una entrevista.
Luego que fuera ninguniado por los presidentes de la región, salvo el de Colombia, quien pidió mil disculpas a sus homólogos, en especial al de Venezuela, el doble perdedor fue consolado por un ex presidente, fascista y ultraderechista, quien aseguró que caprichito es el presidente legítimo de los venezolanos…  ¿Quién sabe  cuánto cobró por esa lisonja?
Mientras tanto en Venezuela…
En la entidad federal en la cual fue electo gobernador,  todos los días sus habitantes elevan protestas por la falta del mandatario regional y piden a gritos que éste se ocupe de sus asuntos en vez de estar haciendo turismo conspirativo y campaña electoral.
Al majunche no le ha quedado más que hacer chácharas para ver si alguien le da tribuna, si aparece de alguna manera en los medios de comunicación, pues ni siquiera el canal Globovisión (uno de sus aliados) lo está tomando en cuenta.
El “BMW” (Boy MaWii) como se le conoce en los miradores de la capital, no ha comprendido  que la gente nunca votó por él, si no en contra de Chávez y que ahora no representa nada para los antichavistas que ven con buenos ojos el Gobierno de calle y la lucha frontal contra la corrupción que encabeza Nicolás Maduro.
El muchacho bobo, anda como alma en pena, solo y desamparado, dicen que ya los gringos no quieren darle ni un dólar más, pues por más chácharas que diga no le ven “el queso a la tostada”.

Nicolás Maduro denuncia tentativa de golpe na Venezuela

Luíz Müller Blog

Maduro recebe o diploma de candidato eleito para a Presidência da Venezuela até 2019

Presidente eleito da Venezuela, Nicolás Maduro foi foi proclamado no cargo nesta segunda-feira pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE). A solenidade ocorreu na capital Caracas, cerca de 18 horas após proclamado o resultado das urnas e minutos depois de a presidenta Dilma Rousseff ligar para Maduro, após um longo período de silêncio no Palácio do Planalto. Em seu primeiro discurso na condição de presidente proclamado da República da Venezuela, Maduro ressaltou a necessidade de se observar as instituições democráticas como pilares da sociedade venezuelana. A mensagem foi dirigida à oposição que, segundo Maduro, tenta fabricar mais “um golpe de Estado” no país.

O candidato de ultradireita, Henrique Capriles, adversário da revolução bolivariana, iniciada com o líder Hugo Chávez, teimava em não reconhecer o resultado chegou a exigir uma recontagem “voto a voto” dos mais de 19 milhões de eleitores daquele país. Por conta da exigência, Capriles queria impedir a proclamação do…

Ver o post original 230 mais palavras

Vitória apertada, mas vitória: Sobre a eleição de Nicolas Maduro na Venezuela

bloglimpinhoecheiroso

Venezuela_Nicolas_Maduro14Gilberto Maringoni, via Blog da Boitempo

UM
O resultado: 50,66% para Nicolas Maduro e 49,07% para Henrique Capriles. Em números absolutos, 7.505.338 contra 7.270.403 de votos, diferença de 234.935 sufrágios. Mínima, mas real.

Democracia é assim: quem tem mais votos leva, mesmo que seja 50% mais um. Numa ditadura, isso não é possível. Ditaduras prescindem do outro lado e da oposição. Maduro venceu apertado, mas venceu. Na ponta do lápis, a questão está resolvida: o chavismo continua sem Chavez.

Mas o resultado tem de ser examinado além das planilhas.

DOIS
O governo não estava preparado para essa diferença. Possivelmente Capriles – que cogitou não concorrer, logo após a morte de Chavez – também não.

Os chavistas avaliaram que dariam uma lavada na oposição, repetindo ou aumentando a diferença de 12% (56 a 44%) das eleições de outubro, quando Capriles enfrentou Chavez em sua última disputa.

Agora, o governo contava com…

Ver o post original 689 mais palavras