Utopia concreta em vila anarco-comunista – Outras Palavras

Terra e trabalho para todos. Jornadas de 6 horas. Salários igualitários. Casa por cem reais. Mobilização permanente. Como o cooperativismo transformou a pequena Marinaleda num oásis, em meio à Europa em regressão social e política

Fonte: Utopia concreta em vila anarco-comunista – Outras Palavras