Uma nova credibilidade

Telha do Tiago

Faz pouco mais de um ano participei do “Mídia em Debate”, na TVE, numa edição que acabou sendo um dos últimos programas, que discutiu, entre outros assuntos, a credibilidade nesta época e um jornalismo acelerado e de redes sociais.

O mediador foi Celso Schröder, meu professor na PUCRS, presidente da Federação Nacional dos Jornalistas e ferrenho defensor do jornalismo impresso. Dentre seus argumentos, que concordo em parte, ele argumentou ao longo da conversa que um repórter não pode sair pautado para fazer texto, vídeo e áudio para uma matéria. Em suma, não adianta jogar muito volume de informação, sem conteúdo.

Eu e mais dois colegas que estávamos à mesa argumentamos que não é bem assim. O modus operandi do jornalismo mudou não só depois da profusão da internet, mas também após a massificação dos smartphones. Tudo é cada vez mais rápido, principalmente a informação – sejam elas jornalísticas…

Ver o post original 336 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.