27 Dogs Who Just Know How To Have A Really Fun Time

Man's best friends

1. “ALL FUN STARTS WITH A SMILE. DIDN’T YOU KNOW?”

"ALL FUN STARTS WITH A SMILE. DIDN'T YOU KNOW?"

2. “Hey there, I’m just here to have a really great time.”

"Hey there, I'm just here to have a really great time."

3. “I don’t even need to be doing anything to feel great, because life is just great all the time.”

"I don't even need to be doing anything to feel great, because life is just great all the time."

4. “REALLY EXCITED ABOUT THIS DAY IT’S GONNA BE AMAZING, EVERYONE.”

"REALLY EXCITED ABOUT THIS DAY IT'S GONNA BE AMAZING, EVERYONE."

5. “I’m the kind of guy who knows that the happiest times are the quiet times.”

"I'm the kind of guy who knows that the happiest times are the quiet times."

6. “I will sit here and swing for five hours and have the most fun in the history of having fun. Do not test me.”

"I will sit here and swing for five hours and have the most fun in the history of having fun. Do not test me."

7. “THE SUN IS SHININ’ ON MY LIL’ PUPPY FACE AND I’VE NEVER BEEN HAPPIER.”

"THE SUN IS SHININ' ON MY LIL' PUPPY FACE AND I'VE NEVER BEEN HAPPIER."

8. “Do you see this? This is the face of fun.”

"Do you see this? This is the face of fun."

9. “My smize is out of this world today so I don’t see how I couldn’t be having a great time.”

Ver o post original 276 mais palavras

O Carnval, a sunga, e o apagão da memória!

Edilson Martins

20130814_06383020130628_162629

Nos dias de Carnaval, a quem não sai em bloco, é inteligente e sensato ficar em casa.  Cada vez mais, imagino, é sensato ficar em casa. Mas isso é outra história.

As ruas e avenidas ficam interditadas, e tome mulheres bonitas, quase sempre com cara de idiotas, e tome homens passeando seus músculos, sempre em grupos, orgulhosos pelos glúteos sarados, vendendo seus encantos, e não poucos buscando a identidade do outro gênero que a natureza perversamente negou.

Nada contra.

A Praça Pio XI, espaço sensível, lazer de crianças durante todo o ano, é invadida por pelotões de vândalos, que não respeitam jardins, urinam nas paredes, e mais não digo, deixam latas e garrafas, e não têm pejo em exibir uma alegria histérica e fora do eixo. Ruidosa.

Quarta-feira de Cinzas decido nadar, e vejo ter desaparecido, em casa,  a sunga de banho. Vou ao comércio  e sou informado que ele…

Ver o post original 108 mais palavras

Danse Macabre

Cotidiano e Outras Drogas

Não existe nada mais efêmero que a eternidade. A alegoria e o adereço de estar sempre buscando um caminho eterno de glória e felicidade, visando o melhor para si e outrem é apenas uma maneira de imaginar rosas entre os espinhos.

Mas não que isso traga um tom de desesperança ou amargura, longe disso. O caminho, por si só, é tão divertido quanto difícil. As decisões que separam crianças de adultos devem ser tomadas com toda a carga que possuem. A alquimia que transforma medo em coragem é um segredo tão bem guardado quando fazer chumbo virar ouro, mas ocorre involuntariamente, quando a necessidade se faz presente.

Na busca silenciosa por um trajeto menos sinuoso e tortuoso, tudo influi, como um efeito borboleta. Muitas vezes, entretanto, mariposas se mostram borboletas no caminho, teimando em rodear a luz alheia, se alimentando da sinalização, para se manter em evidência e fatalmente queimando as asas…

Ver o post original 107 mais palavras

Jana Euler at Bonner Kunstverein (Contemporary Art Daily)

Contemporary Art Daily. A Daily Journal of International Exhibitions. | Artist: Jana Euler Venue: Bonner Kunstverein, Bonn Exhibition Title: Where The Energy Comes From Date: December 6, 2014 – February 22, 2015 Click

Source: www.contemporaryartdaily.com

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!