Mi cuerpo de agua

MI LENGUA NATIVA

Mi cuerpo de agua

Se evapora con la brisa

Se condensa, se acumula

Cae del cielo en lagrimitas.

Corre libre por los ríos

Cascadas y raudales

Duerme entre los lagos

Y juega en manantiales.

Ya cansado de viajar

Impaciente en tierras bajas

Se filtra sigiloso

A descansar en aguas calmas.

Poema seleccionada como parte de la colección “Your body of water” Poetry on busses 2017. En el que aparecerá tanto en portal digital cómo en un transporte publico de la ciudad de Seattle, WA.

image001

Ver o post original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.